As obras aqui publicadas podem não ser inteiramente ficcionais, podendo corresponder ao comportamento ou opinião pessoal de seus autores. Qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais será mera coincidência?

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Ariano Suassuna e a Disneylandia



E a Disneylândia?

Esta história que Ariano conta ocorreu em um jantar na casa de um amigo rico casada com uma mulher idiota...



A transcrição é de outra entrevista.

- E a Disneylândia?
- Ahh meu amigo, aquilo é um desgosto na minha vida...
- Por quê? Como é q foi?
- Eu fui jantar na casa de um amigo rico. Eu nunca passei tanto aperto, porque eu me esqueci que eu sou um homem de classe média, eu janto as 19 horas no máximo. E me esqueci que em casa de rico só se come de noite né. Aí eu cheguei lá e não vinha a comida. Fiz tanta falta de educação Jô, porque vinha os salgadinhos e eu não tirava assim não, eu apanhava de punhado. Aí de repente o dono da casa disse:

"Ariano, você sabe que salgadinho é esse que você tá comendo com tanto gosto?"
Eu tava comendo era com fome, ânsia e falta de educação, não tava comendo com gosto não... Eu disse:
"É cocatolé?" Ele disse:
"Não rapaz, esse é um salgadinho que foi desenvolvido pelos americanos nas Bahamas!"
"Mas parece com cocatolé, cocatolé é melhor!"
Aí quando chegou a hora do jantar finalmente, de repente a mulher dele(veja como ela já fez a pergunta pra mim) disse assim:
"Você naturalmente já foi à Disney, né?"
"Já foi aonde?"
"À Disney."
Aí foi que eu entendi, ela já tinha tanta intimidade que já chamava Disney. Aí eu disse :
"Não, eu nunca fui à Disney não...." ela disse:
"Foi aos Estados Unidos e não foi à Disney ?????"
"Não, eu nunca fui aos Estados Unidos não, nunca saí do Brasil".
Ela me olhou com uma cara de grande decepção. Aí daqui a pouco o marido dela falou num camarada lá e ela perguntou:
"Ele já foi à Disney, né?" e o marido disse:
"Foi."
Aí eu por dentro de mim eu digo: "Não é possível, essa mulher divide a humanidade em duas categorias: quem foi à Disney e quem não foi! E eu tou desgraçado porque não fui"
E essa mulher tinha três filhos, eles aparentavam 17, 16 e 15 anos. Aí ela disse:
"Vocês tiveram muitos problemas com os filhos?"
"Não..problemas normais..."
"A gente também não! O problema da gente só é que os professores dos nossos filhos não tem nível suficiente pra conversar com nossos filhos."
Eu pensei "Danou-se! é mãe de Ruy Barbosa, Joaquim Nabuco e Castro Alves!"
Veja a minha ingenuidade, não era nível intelectual não, que isso não interessava, era nível econômico!
E ela disse:
"Outro dia o nosso caçula chegou aqui arrasado, porque foi conversar com o professor dele sobre o nosso vídeo importado da marca 'X', e o professor nunca sequer nem tinha visto o vídeo da marca 'X'!" Aí virou-se pra mim e disse: "Agora me diga Ariano, que respeito um estudante pode ter por um professor que nunca nem sequer viu um vídeo da marca 'X'?"
Aí eu me acovardei, eu já não tinha ido à Disney, e eu disse:
"É mesmo!"
Me acovardei, confesso! morrendo de medo que ela me perguntasse qual era a diferença de um vídeo da marca 'X' para os vídeos comuns!
Então a minha hostilidade à Disney começou...









PS: OS COMENTÁRIOS OFENSIVOS, SEJA CONTRA QUEM FOR, INCLUSIVE O AUTOR DO TEXTO, SOMENTE SERÃO PUBLICADOS NO CASO DE IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DO COMENTÁRIO, COM EMAIL, CPF, RG E ENDEREÇO, PARA QUE POSSA SE SUJEITAR ÀS CONSEQUENCIAS LEGAIS DO ATO PRATICADO E REPARAÇÃO DA VÍTIMA DA OFENSA. A INTERNET NÃO CONSISTE EM “TERRA SEM LEI”, LIVRE PARA A PRÁTICA DE OFENSAS E NA QUAL OS COVARDES SE ESCONDAM ATRÁS DO ANONIMATO, NÃO ASSUMINDO SEUS ATOS.

domingo, 20 de julho de 2014

Che Guevara: Anatomia de um psicopata




Segundo Jeferson Leal (2013) "O que difere as várias doutrinas esquerdistas uma das outras é a visão que cada uma delas possui sobre quem são os inimigos do bem-estar social. Para marxistas, os inimigos são os burgueses, os líderes religiosos e os conservadores. Para Adolf Hitler, no entanto, os inimigos eram os judeus, os estrangeiros que residiam na Alemanha, os negros, os deficientes e todos os que se afastavam do “perfil ariano”.

Então, perceba que Hitler define os inimigos do bem estar social, apresenta a mão forte do governo como a grande solução para o problema e afirma que a nova imprensa estaria a serviço do Estado, o que nada mais é do que intervencionismo estatal, controle de empresas privadas e oposição ao livre mercado. Tudo isso “em prol” do bem estar social. Ora, isso é economia de esquerda pura!

Isso só reforça seu esquerdismo. Para a direita, a idéia de colocar todo o poder nas mãos do governo, seja por meio de uma só pessoa ou de um só partido, é ridícula, extremamente ridícula. Lembremo-nos dos pais fundadores dos EUA, conservadores até os cabelos. Eles tinham um medo terrível do despotismo. Por isso projetaram uma nação federalista e com um governo central bem limitado. Lógico que os EUA não são mais assim há tempos! Mas eram. E eram porque seus fundadores eram direitistas.

Então, se um homem pretende dar ao Estado um poder ilimitado e se tornar o grande líder da nação, a fim de mudar os problemas do mundo, isso certamente não é nem um pouco conservador. Na verdade, é progressista. O conservador tem medo desse tipo de revolução insana e prefere sempre a prudência. "








PS: OS COMENTÁRIOS OFENSIVOS, SEJA CONTRA QUEM FOR, INCLUSIVE O AUTOR DO TEXTO, SOMENTE SERÃO PUBLICADOS NO CASO DE IDENTIFICAÇÃO DO AUTOR DO COMENTÁRIO, COM EMAIL, CPF, RG E ENDEREÇO, PARA QUE POSSA SE SUJEITAR ÀS CONSEQUENCIAS LEGAIS DO ATO PRATICADO E REPARAÇÃO DA VÍTIMA DA OFENSA. A INTERNET NÃO CONSISTE EM “TERRA SEM LEI”, LIVRE PARA A PRÁTICA DE OFENSAS E NA QUAL OS COVARDES SE ESCONDAM ATRÁS DO ANONIMATO, NÃO ASSUMINDO SEUS ATOS.